• Lisa Rapaport

Comer fast food está ligado à infertilidade


Mulheres que comem muito fast food podem levar mais tempo para engravidar e ter uma maior probabilidade de sofrer infertilidade do que suas colegas que raramente ou nunca comem esses tipos de refeições, sugere um estudo recente.

Em comparação com as mulheres que geralmente evitam o fast food, as mulheres que comeram fast food quatro ou mais vezes na semana antes da gravidez demoraram quase um mês para engravidar, segundo estudo de 5598 mães pela primeira vez na Austrália, Nova Zelândia e Reino Unido.

No total, 2204 mulheres, ou 39% conceberam dentro de um mês após começarem a ter relações sexuais com o parceiro sem método contraceptivo e 468, ou 8% apresentaram infertilidade e não conseguiram conceber após 12 meses de tentativas.

Embora as mulheres que raramente ou nunca comiam fast food tivessem um risco de 8% de infertilidade, o risco era de 16% entre as mulheres que comiam fast food pelo menos quatro vezes por semana.

“Os fast foods contém quantidades elevadas de gordura saturada, sódio, e às vezes açúcar”, disse a principal autora do estudo, Jessica Grieger, do Instituto de Pesquisa Robinson e da Universidade de Adelaide, na Austrália.

“Embora esses componentes dietéticos e sua relação com a fertilidade não tenham sido estudados especificamente em gestações humanas, foram identificadas maiores quantidades de ácidos graxos saturados em oócitos de mulheres submetidas à reprodução assistida e estudos em camundongos demonstraram que uma dieta rica em gordura teve um efeito tóxico nos ovários”, disse Grieger por e-mail. “Acreditamos que o fast food pode ser um fator mediador da infertilidade por meio da função ovariana alterada”.

Cerca de 1 em 10 mulheres em idade fértil têm dificuldade em engravidar. Na maioria das vezes, é causada por problemas na ovulação, frequentemente relacionadas à síndrome do ovário policístico (SOP). Alguns sinais de que a mulher não está ovulando normalmente incluem períodos menstruais irregulares ou ausentes.

Causas menos comuns de infertilidade em mulheres podem incluir trompas de Falópio obstruídas, problemas estruturais com o útero ou miomas uterinos.

O risco aumenta com a idade e também pode ser exacerbado pelo tabagismo, consumo excessivo de álcool, estresse, uma dieta pouco saudável, excesso de exercício físico, excesso de peso ou obesidade, ou ter infecções sexualmente transmissíveis.

As mulheres no estudo atual tinham sobrepeso e a maioria delas comeu fast food pelo menos duas vezes por semana, observa a equipe do estudo em Human Reproduction, on-line, em 4 de maio.

Os pesquisadores também analisaram a frequência com que as mulheres comiam frutas e descobriram que aquelas que comiam menos de uma vez por mês demoravam mais de meio mês para engravidar do que entre as que consumiam pelo menos três porções de frutas por dia.

O risco de infertilidade com a menor ingestão de frutas foi de 12%, comparado a 8% com um maior consumo de frutas.

O estudo não foi um experimento controlado projetado para provar se, ou como, a quantidade de frutas ou de fast foods consumidos poderiam afetar sua fertilidade. Outra limitação é que os pesquisadores se basearam em questionários alimentares preenchidos por mulheres durante suas visitas de pré natal, que pediam a elas para relembrarem como comeram no mês anterior à concepção – um método que nem sempre é preciso.

“Muitos fatores do estilo de vida materno estão associados à infertilidade, como o tabagismo, o consumo de álcool ou a obesidade”, disse dr. Joachim Dudenhansen, professor de obstetrícia e ginecologia de Weill Cornell Medicine, em Nova Iorque.

“O presente estudo oferece novas evidências sobre o papel que a dieta pode ter em ajudar as mulheres a engravidar”, disse por e-mail Dudenhansen, que não participou do estudo.

“Existem alguns estudos que mostram que o consumo de frutas e peixe aumentam a fertilidade”, disse Dudenhansen. “O estudo está na mesma linha e tem dados claros apontando o conselho para as mulheres que desejam engravidar para tem uma maior ingestão de frutas e um menor consumo de fast food”.

SOURCE: https://bit.ly/2Ic3Y6R

Hum Reprod 2018.

Reuters Health Information © 2018

Cite this article: Eating Fast Food Linked to Infertility - Medscape - May 09, 2018.

#fastfood #infertilidade

7 visualizações