• Akeso Clinic Center

Desmascarando os motivos para não usar máscaras

Dr. Mauricio Wajngarten - Medscape





As evidências atuais apoiam o uso de máscaras pelo público, principalmente máscaras cirúrgicas, para evitar a transmissão do novo coronavírus e as mortes por covid-19. Contudo, uma pesquisa on-line realizada no Reino Unido e nos Estados Unidos revelou que apenas um terço dos participantes acreditam na eficácia deste equipamento.

A resistência ao uso das máscaras por parte da população e o avanço da pandemia levaram vários governantes a instituir o uso compulsório.


Muitos dos defensores da atitude "antimáscaras" justificam a sua postura com base na "proteção das liberdades individuais". Por outro lado, eles são criticados pela "desconsideração ética", ao não tentarem reduzir a transmissão do vírus aos outros.


Deixando esse debate de lado, cabe entender as possíveis causas práticas da resistência às máscaras.

Um artigo recente publicado pelo Medscape tratou do tema [1] e citou algumas razões médicas comuns para justificar intolerâncias ao uso de máscaras:

  • Claustrofobia ou ansiedade, que estão exacerbadas no período de pandemia que vivemos;

  • possibilidade de as máscaras causarem uma forma grave de pneumonia pela bactéria legionella (o que não é verdadeiro);

  • dificuldade de comunicação (que pode ser contornada, conforme já abordamos no Medscape); e [2]

  • problemas respiratórios causados pelo prejuízo das trocas gasosas (algo que têm sido refutado em estudos recentes). [3]


De fato, breves períodos de uso da máscara não afetarão negativamente os níveis de oxigênio para a maioria das pessoas.


Pacientes com doença pulmonar grave e insuficiência respiratória podem não tolerar a máscara, porém, eles são muito vulneráveis às consequências da covid-19 e, portanto, devem ficar em casa. Se precisarem sair de casa, a máscara é indispensável e quase sempre é bem tolerada por 15 a 20 minutos. Desse modo, não se justifica a solicitação de atestados médicos para não usar máscaras, feita com alguma frequência.

É inegável que o uso das máscaras pode provocar desconforto para muitas pessoas (como eu). Elas dificultam a perda de calor durante a expiração e criam uma sensação de aquecimento, falta de ar e cansaço, especialmente aos esforços.

Para reduzir o desconforto é recomendável escolher um modelo de máscara que se encaixe bem ao rosto, permita melhor respiração e seja confortável. Para tolerar melhor a máscara também devemos evitar grandes esforços e manter hidratação adequada.



As opiniões expressas aqui são de responsabilidade pessoal do autor e não representam necessariamente a posição da WebMD ou do Medscape.

Citar este artigo: Desmascarando os motivos para não usar máscaras - Medscape - 22 de outubro de 2020.

6 visualizações